Confirmada morte de representante de Medvedev em queda de helicóptero

Moscou, 11 jan (EFE).- O representante do presidente russo, Dmitri Medvedev, na Duma (câmara dos deputados), Aleksandr Kosopkin, morreu no acidente que sofreu sexta-feira na República Altaica, no sul da Sibéria oriental, onde caiu o helicóptero Mi-171 em que estava, confirmaram hoje fonte oficiais.

EFE |

"Infelizmente, entre os sobreviventes não está o representante do presidente na Duma", declarou ao canal de TV "Vesti" a porta-voz do Ministério da Rússia para Situações de Emergência, Irina Andrianova.

Kosopkin, de 51 anos, casado, com dois filhos, foi nomeado representante do chefe de Estado na câmara baixa em abril de 2004, pelo então presidente e atual primeiro-ministro russo, Vladimir Putin. Em maio de 2008, ele foi confirmado no cargo por Medvedev.

Andrianova disse que sete dos 11 ocupantes do Mi-171, pertencente à companhia Gazpromavia, morreram no acidente.

A porta-voz também declarou que três deles foram achados pelos socorristas no lugar onde caiu o helicóptero, ao passo que o quarto sobrevivente chegou com seus próprios pés a um posto de guardas fronteiriços com o Cazaquistão.

Anteriormente, fontes oficiais disseram que oito pessoas tinham morrido no acidente.

De acordo com os últimos dados, os sobreviventes são o co-piloto do Mi-171, Maxim Kolbin, o representante do governador da República Altaica perante o Governo federal, Anatoli Bannij, assim como os fotógrafos Boris Belinski e Nikolai Kapranov.

Segundo o jornal "Kommersant", o representante do chefe do Kremlin na Duma não estava viajando a serviço, mas liderado uma "caçada VIP". EFE bsi/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG