Confiança da mãe aumenta auto-estima da filha, diz estudo

Uma pesquisa realizada por uma universidade inglesa indica que mães que têm grandes expectativas em relação ao futuro das filhas criam meninas com maior auto-estima quando chegam à vida adulta. Mais de 3 mil crianças nascidas em 1970 foram analisadas pela Universidade de Londres.

BBC Brasil |

A pesquisa foi publicada na mais recente edição da revista New Scientist.

No estudo, as mães responderam, quando as filhas tinham dez anos, se acreditavam que suas meninas iriam estudar até os 16, 17 ou 18 anos. Por sua vez, aos 30 anos, as filhas foram entrevistadas para avaliar se sentiam confiança nos rumos de suas próprias vidas.

Os pesquisadores descobriram que as filhas das mães que disseram que as filhas iriam estudar até ficarem mais velhas demonstraram mais auto-estima quando adultas.

Nenhuma relação semelhante foi descoberta entre mães e filhos.

Classe e educação
Os pesquisadores descobriram também que a ligação entre a ambição da mãe e a auto-estima da filha esteve presente independentemente de fatores como classe social, estrutura familiar e educação.

As famílias incluídas no estudo tiveram em geral mais acesso à educação e menos desvantagens sociais do que a média da população.

Por isso, nessas famílias, a importância do apoio da mãe pode ser subestimada, de acordo com os autores do estudo.

Os pesquisadores afirmam que as mães tendem a incentivar mais as filhas do que os filhos a prosseguir no sistema educacional até ficarem mais velhas e a obter sucesso dessa forma - ainda que tenham expectativas semelhantes de sucesso para os filhos de ambos os sexos.

Segundo os pesquisadores, pode ser que as mães valorizem mais a educação das filhas - o que explicaria esse incentivo maior para que elas estudem.

Os estudiosos também dizem acreditar que as filhas podem ter uma tendência de tentar seguir o exemplo de mães que são ambiciosas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG