Conferência medirá vontade dos ricos de lutar contra o aquecimento global

A capital ganesa, Acra, recebe a partir de quinta-feira uma reunião internacional sobre o clima que permitirá medir a vontade dos países ricos quanto à luta contra o aquecimento do planeta antes da realização, em dezembro, da grande conferência de Poznan, na Polônia.

AFP |

Para a ONU, chegou a hora de pôr mãos à obra e assegurar o cumprimento do calendário adotado há oito meses na conferência de Bali, onde a comunidade internacional se comprometeu a concluir, antes do fim de 2009, em Copenhague, um acordo climático que suceda o Protocolo de Kyoto.

Os dois encontros do Painel Intergovenamental da ONU sobre Mudanças Climáticas (IPCC) posteriores a Bali e Berlim se revelram frustrantes para inúmeros participantes, que reclamaram que discussões "muito genéricas".

Em Acra, os especialistas dos países desenvolvidos do Protocolo de Kyoto (todos exceto Estados Unidos) examinarão os limites pós-Kyoto: quais serão os gases de efeito estufa afetados, como medi-los, que setores econômicos envolver e como integrar as emissões geradas pelo desmatamento (20% das emissões de origem humana).

O atual Protocolo de Kyoto tem por objetivo reduzir 8% das emissões de feito estufa dos países signatário até 2012, em relação a 1990.

ach/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG