Conferência Islâmica pede à Somália que respeite acordo de paz

Riad, 30 dez (EFE).- A Organização da Conferência Islâmica (OIC, na sigla em inglês) pediu hoje aos líderes da Somália que respeitem o acordo de paz assinado em Djibuti no mês passado apesar da crise política que atravessa esta nação do Chifre da África.

EFE |

O apelo foi feito pelo secretário-geral da OIC, Ekmeleddin Ihsanoglu, um dia após ser anunciada a renúncia do presidente da Somália, Abdulahi Yousef Ahmed.

O acordo foi firmado em 26 de novembro pelo Governo de transição da Somália e a opositora Aliança para a nova Libertação da Somália, e envolveu a decisão para compartilhar o poder e estabelecer as bases para a pacificação deste país.

Esse pacto, ao qual se opunha Ahmed, gerou uma crise política que derivou na sua renúncia na segunda-feira.

Em seu apelo, Ihsanoglu disse que o acordo de Djibuti "ainda é o único processo que tem credibilidade política" na Somália e que pode garantir a paz neste país, que vive desde 1991 em meio a lutas tribais e Governos instáveis. EFE as/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG