Brasília, 6 mai (EFE).- Uma conferência sobre educação que a Organização Mundial das Nações Unidas para a Educação e a Cultura (Unesco) tinha previsão de realizar em Belém este mês foi adiada devido à gripe suína, mas ainda não foram registrados casos no Brasil, confirmaram hoje fontes oficiais.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados.

A 6ª Conferência Internacional da Unesco em Educação de Adultos seria realizada entre 19 e 22 de maio em Belém, onde esperava reunir cerca de 2 mil participantes de 123 países.

No entanto, fontes da Unesco confirmaram que o encontro foi adiado, porque "havia riscos que não se quer correr" em relação ao vírus A (H1N1).

A última edição dessa conferência foi realizada em Hamburgo (Alemanha) em 1997.

Fontes do Ministério da Educação brasileiro consultadas pela Agência Efe disseram que a conferência foi "somente adiada" e que será realizada ainda este ano, possivelmente em novembro ou dezembro.

Segundo o Ministério da Saúde, até hoje não foi confirmado nenhum caso de gripe suína no Brasil, mas o número de pacientes com suspeitas de que contraíram o vírus está em 28 e há outros 28 sob observação. EFE ed/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.