Conferência busca solução para poluição no Mar Báltico

Varsóvia, 13 ago (EFE).- Analistas de diferentes países se reúnem hoje na cidade polonesa de Szczecin, norte, em uma conferência para tentar achar uma solução aos graves problemas ecológicos que afetam o Mar Báltico, um dos mais poluídos do mundo, com 10% de superfície considerada um deserto marinho.

EFE |

A fundação Nossa Terra organiza pela terceira vez este fórum, que pretende conseguir o compromisso dos diferentes Estados banhados por este mar de implementar ações que possam evitar uma catástrofe ambiental.

Segundo os analistas, se não forem tomadas medidas imediatas, a degradação do Báltico poderia ser irreversível em 30 anos, já que se trata de um mar pouco profundo e com pouca abertura ao oceano, o que faz com que a renovação das águas seja muito lenta e favoreça a poluição.

Um peixe grande de papel dourado foi instalado em Varsóvia para lembrar os cidadãos da importância de racionalizar o uso dos recursos hídricos e evitar jogar detergentes ou outros agentes poluentes, já que todos os vazamentos afetam a bacia do mar e favorecem a poluição.

Além da conferência, a Nossa Terra organizará este fim de semana diferentes atos na cidade de Gdansk, norte do país. EFE nt/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG