Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Condições de saúde de Elisabeth Fritzl, seus filhos e a mãe é estável

Viena, 30 abr (EFE).- O estado de saúde das vítimas do caso de encarceramento e incesto cometido por Josef Fritzl na localidade de austríaca de Amstetten continuava hoje relativamente sem mudanças, segundo a equipe de médicos e psicólogos que atende a família.

EFE |

O hospital Mostviertel Amstetten-Mauer recebeu Elisabeth Fritzl, a mulher de 42 anos que, segundo a acusação policial, desde os 18 anos vivia em um porão trancada pelo seu pai, que a violentava sistematicamente, e cinco dos filhos nascidos desse incesto, assim como a mãe da vítima, Rosemarie.

O centro médico presta atendimento individual à família dia e noite, segundo fontes da clínica, que advertiram que não haveria mais informações a respeito.

A "prioridade" atual da equipe de especialistas é justamente proteger a família afetada, principalmente "do grande interesse midiático, para evitar um trauma secundário", disseram as fontes à agência "APA".

"Temos que ser muito cuidadosos para não causar pressão nos pacientes", disse o diretor do hospital, Berthold Kepplinger, após afirmar que os membros da família mostram diversos graus e formas de trauma.

Além disso, a jovem Kerstin, de 19 anos, filha mais velha de Elizabeth, continua na UTI de uma clínica de Amstetten em estado crítico, mas "estável", em coma induzido. EFE wr/an

Leia tudo sobre: áustria

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG