Os três homens condenados à morte devido ao ataque terrorista de 2002 em Bali serão executados no começo de novembro, segundo informações do escritório da Procuradoria Geral da Indonésia. Os três - Imam Samudra, Amrozi e Mukhlas, também conhecido como Ali Ghufron - foram sentenciados à morte pela participação nos ataques que deixaram 202 mortos, a maioria turistas estrangeiros.

Eles foram considerados culpados de planejarem os ataques contra duas casas noturnas lotadas no resort turístico de Kuta. O grupo militante Jemaah Islamiah foi responsabilizado pelo ataque.

O anúncio da execução foi feito depois de vários recursos em nome dos três.

Segundo a correspondente da BBC em Jacarta Lucy Williamson, os longos anos de batalha legal foram encerrados com uma curta declaração oficial.

"Todos os recursos legais pelos acusados foram finalizados, e todas as solicitações, atendidas. A execução de Amrozi, Ali Ghufron e Imam Samudra será realizada no início de novembro."
Segurança máxima
Os três estão na prisão de segurança máxima de Nusakambangan, onde a execução deve ocorrer.

No começo de outubro, a Corte Constitucional da Indonésia rejeitou os argumentos da defesa de que os três deveriam ser decapitados, ao invés de executados por um pelotão de fuzilamento que, segundo a defesa, não garantiria a morte instantânea e poderia significar tortura.

Segundo a correspondente Lucy Williamson poucos indonésios apóiam os acusados, mas a execução dos homens que afirmam defender valores islâmicos ainda pode causar alguma reação.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.