Condenados à morte por atentados de Bali apresentarão novo recurso

Jacarta, 23 out (EFE).- Os três homens condenados à morte pelos atentados terroristas de 2002, em Bali, ataques que deixaram o saldo de 202 mortos, apelarão de novo da sentença, anunciaram hoje seus advogados, um dia antes de ser anunciada a data prevista para sua execução.

EFE |

O advogado Achmad Kholid, que é citado pela agência local "Antara", disse que na próxima semana apresentarão à Justiça indonésia um último recurso em nome das famílias dos três réus, Imame Samudra, Ali Ghufron e Amrozi.

"Enviaremos a apelação em seguida, certamente na semana que vem", declarou o advogado durante uma visita à prisão de Nusakambangan, que fica encravada em uma pequena ilha deserta junto a Java, onde estão os condenados.

A Procuradoria Geral da Indonésia deve anunciar amanhã a data do julgamento dos réus, que pertencem à organização Jemaah Islamiya, considerada o braço regional da rede terrorista internacional Al Qaeda no Sudeste Asiático.

Esta é apenas uma de inúmeras tentativas dos islâmicos de evitarem que se aplique a sentença que os condenou em 2003 à pena capital por sua participação nos sangrentos ataques.

As três instâncias judiciais indonésias rejeitaram uma após outra todas as apelações apresentadas entre outubro de 2003 até hoje.

A última delas foi desconsiderada esta mesma semana pelo Tribunal Constitucional, que rejeitou um recurso dos condenados no qual pediam ser decapitados ao invés de fuzilados, já que, na sua opinião, o primeiro método está mais de acordo com a jurisprudência islâmica.

Até agora, parecia que já haviam esgotado todos os caminhos possíveis de apelação e, de fato, a Procuradoria Geral do Estado anunciou no princípio de outubro que a execução aconteceria antes do final do ano. EFE jpm/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG