Comunistas perdem maioria no Parlamento da Moldávia

Moscou, 30 jul (EFE).- Depois da apuração de 97% dos votos, a Comissão Eleitoral Central da Moldávia informou que os comunistas perderam o controle do Parlamento desta ex-república soviética nas eleições realizadas nesta quarta-feira.

EFE |

"Depois da apuração de 97% das cédulas, os comunistas obtiveram 45,1% dos votos ou 48 cadeiras", declarou Valentin Vizant, integrante da CEC, citado pela agência russa "RIA Novosti".

Outros quatro partidos, todos eles opositores, conseguiram as 53 cadeiras restantes.

De acordo com os dados anunciados por Vizant, a segunda legenda mais votada foi o Partido Democrático Liberal (PDL), com 16,41% da preferência do eleitorado (17 cadeiras), seguido do Partido Liberal (PL), com 14,4% (15 cadeiras).

As outras duas legendas que conseguiram superar a barreira do mínimo de 5% dos votos para chegar ao Parlamento da Moldávia foram o Partido Democrático, que conseguiu 12,5% dos votos (13 cadeiras) e a aliança Nossa Moldávia, com 7,4% (8 cadeiras).

Estes resultados, que segundo a CEC praticamente não sofrerão modificações, permitem à oposição formar Governo, mas não escolher o presidente da república. Para isso, é necessária uma maioria de três quintos do Parlamento, ou seja, dos votos de 61 deputados. EFE bsi/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG