Comunidade científica aplaude decisão de Obama sobre células-tronco

As pesquisas com células-tronco embrionárias são vitais para se entender o mecanismo das enfermidades humanas, segundo a maioria da comunidade científica americana, que aplaude nesta segunda-feira o fim das restrições impostas pelo ex-presidente George W. Bush.

AFP |

"As pesquisas sobre células-tronco embrionárias dão à ciência biomédica a capacidade de desvendar os mecanismos das enfermidades humanas", explicou Curt Civin, diretor do Centro de Biologia de células-tronco da Universidade de Maryland, qualificando esta segunda-feira de "grande dia".

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, firmou um decreto hoje que anula a proibição adotada por Bush, em 2001, proibindo o financiamento federal de pesquisas com células-tronco embrionárias por razões éticas e religiosas.

"As células-tronco embrionárias têm a programação da vida. São fascinantes", prosseguiu Civin, um dos pioneiros deste tipo de pesquisa.

"Se soubermos como cada célula do corpo se converte em outro tipo de célula, como decide ou não se reproduzir e até como se transforma ou não em uma célula cancerosa (...) poderemos compreender o mecanismo de grande quantidade de doenças e encontrar os meios para tratá-las ou evitá-las", explicou à AFP.

Cevin destacou que dentro do plano de estímulo de Obama, a partir de setembro haverá 10 bilhões de dólares para a pesquisa médica.

Para Harold Varmus, diretor dos assessores de ciência e tecnologia da Casa Branca, é necessário "identificar o tipo de célula-tronco que melhor será utilizado para as terapias celulares".

"As células-tronco derivadas de embriões humanos parecem ser as melhores candidatas, mas há outros meios de se produzir células-tronco, parecidas com as embrionárias, como as células-tronco adultas chamadas de pluripotenciais induzidas".

"Trata-se agora de determinar se estas podem substituir as células-tronco embrionárias humanas", destacou Varmus, prêmio Nobel de Medicina.

Robert Lanza estimou que sua empresa Advanced Cell Technology, em Worcester (Massachusetts), "pretende pedir a partir deste verão a autorização da agência americana de controle de medicamentos (FDA) para um teste clínico de uma terapia baseada em células-tronco embrionárias para impedir a cegueira".

"Não se pode imaginar quantas pesquisas fundamentais foram bloqueadas por causa destas restrições" de Bush, agora suspensas por Obama, disse Lanza à AFP.

js/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG