Bogotá, 15 mai (EFE) - As autoridades colombianas não alteraram ou modificaram o conteúdo dos três computadores apreendidos após o bombardeio de 1º de março ao acampamento de um dos líderes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Raúl Reyes, no Equador, revelou hoje em Bogotá a Interpol, a Polícia internacional.

O secretário-geral da Interpol, Ronald Noble, afirmou que os especialistas internacionais que analisaram os equipamentos "não descobriram evidências" de intervenções indevidas neles.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.