Raúl Reyes não foi manipulado por autoridades, segundo jornal - Mundo - iG" /

Computador de Raúl Reyes não foi manipulado por autoridades, segundo jornal

Bogotá, 4 mai (EFE).- Os computadores do antigo porta-voz internacional das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), conhecido como Raúl Reyes, não foram manipulados pelas autoridades colombianas, segundo um relatório da Interpol que será apresentado no dia 15 de maio, e ao qual teve acesso o jornal El Tiempo.

EFE |

A publicação apontou hoje que a comissão de especialistas em informática integrada por um coreano, um australiano e um cingapureano da Polícia Internacional (Interpol) terminou nesta sexta-feira de analisar os três computadores achados no acampamento de Reyes em solo equatoriano.

"A primeira descoberta é de que o PC de Reyes não sofreu manipulação, e que as agências de segurança e civis que tiveram em seu poder o computador respeitaram a cadeia de custódia", indicou.

O jornal antecipou que a comissão internacional divulgará, além de suas conclusões, um inventário dos arquivos de texto, vídeo, fotos e outros tipos de conteúdo presentes nos computadores.

Por último, confirmará se os organismos de segurança colombianos que tiveram acesso aos computadores se ajustaram aos padrões internacionais quando fizeram suas investigações.

No dia 15 de maio serão apresentados na capital colombiana os resultados das análises dos três computadores achados no acampamento onde Reyes foi morto, nome pelo qual era conhecido Luis Edgar Devia, no dia 1º de março por tropas colombianas.

O Governo colombiano disse então que nos computadores do chefe rebelde existiam e-mails que mostravam supostas ligações dos Governos do Equador e da Venezuela com as Farc, além de demonstrar outras atividades "terroristas" dos insurgentes. EFE fer/bm/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG