Companhias aéreas espanholas perderam US$ 50 mi por vulcão

Madri, 14 mai (EFE).- As companhias aéreas espanholas perderam entre 41 e 45 milhões de euros (entre US$ 51 e 56 milhões) pela nuvem de cinzas do vulcão islandês, que obrigou no fechamento dos aeroportos de grande parte da Europa entre os dias 15 e 21 de abril.

EFE |

Madri, 14 mai (EFE).- As companhias aéreas espanholas perderam entre 41 e 45 milhões de euros (entre US$ 51 e 56 milhões) pela nuvem de cinzas do vulcão islandês, que obrigou no fechamento dos aeroportos de grande parte da Europa entre os dias 15 e 21 de abril. Fontes do setor indicaram à agência Efe que o número de perdas inclui, além da anulação de voos, o custo da atenção aos passageiros prejudicados. Segundo as fontes, a companhia que mais perdeu foi a Iberia, entre 18 ou 20 milhões de euros (US$ 22 e 25 milhões), seguida pela Vueling, que teria perdido entre 6 e 8 milhões de euros. A Associação de Companhias Espanholas de Transporte Aéreo (ACETA), que fez uma avaliação há poucos dias, apontou uma perda de entre 40 e 41 milhões de euros, nos quatro primeiros dias de perturbações em abril. A AENA, autoridade que administra os aeroportos da Espanha, comunicou perdas de 7,4 milhões de euros, com base na falta de cobrança de taxas aeroportuárias durante os dias de paralisação. EFE jf/fm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG