Companhia aérea para animais de estimação começa a operar nos EUA

Nova York, 14 jul (EFE).- A Pet Airways, primeira companhia aérea dedicada aos animais de estimação nos Estados Unidos, fez hoje seu voo inaugural, que saiu de Nova York.

EFE |

A companhia, fundada pelos americanos Alysa Binder e Dan Wiesel, dois amantes dos animais de estimação, começou esse particular serviço entre as cidades de Nova York, Washington DC, Chicago, Denver e Los Angeles.

Wiesel, presidente da companhia, disse em comunicado que "a maioria dos animais de estimação viaja nos bagageiros dos aviões e são tratados como mercadoria".

Segundo ele, na maioria das vezes tal situação produz medo e estresse entre os animais, que "podem ter problemas físicos e emocionais, e até morrer".

Wiesel então se propôs a criar uma companhia aérea que agora ofereça uma alternativa aos donos desses animais.

O preço da passagem está em torno de US$ 250, cifra similar a que muitas vezes é preciso pagar para transportar os animais em trajetos similares em companhias normais.

Segundo a Associação Americana de Animais, cerca de US$ 76 milhões de cachorros e gatos viajam com seus donos a cada ano, mas apesar desse elevado número, muito deixam de fazer esse tipo de percurso devido às condições oferecidas pelas companhias aéreas regulares.

Algumas companhias aéreas americanas anunciaram recentemente que não aceitam o transporte de animais de estimação em seus aviões quando as temperaturas estão abaixo de 7ºC ou acima de 29ºC.

A Pet Airways lembrou também que segundo dados da sociedade protetora de animais de San Francisco, dos dois milhões de animais de estimação que viajam junto a mercadorias nos aviões, cerca de cinco mil saem feridos a cada ano.

O calor é a causa mais comum da morte de animais nas viagens aéreas, segundo a nova companhia aérea, que cita com fonte os serviços de inspeção de animais, plantas e saúde americanos.

Na nova companhia aérea todos os animais de estimação podem viajar sozinhos ou com seus donos na cabine e são cuidados por comissários de bordo, que lhes dão água e comida. EFE emm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG