Comovido, Obama fará o possível para liberar soldado refém dos talibãs

O presidente Barack Obama declarou-se comovido ao ver as imagens de um soldado americano capturado pelos talibãs no Afeganistão, e assegurou que seu país fará o possível para libertá-lo, segundo entrevista divulgada nesta terça-feira.

AFP |

"É uma situação comovente", disse Obama ao canal NBC ao referir-se ao vídeo que mostra o soldado Bowe Bergdahl, apresentado domingo por seus sequestradores.

"Quando vemos algo assim, pensamos em sua família, pensamos no rapaz. Esperamos que tudo termine bem, pelo que faremos tudo o que pudermos", acrescentou, ao mesmo tempo em que se recusou a dar mais detalhes sobre os esforços realizados para libertar Bowe Bergdahl.

"Isto nos recorda o que homens e mulheres fazem por nossa segurança e agradeço por isso todos os dias", disse Obama.

Bergdahl, desaparecido no dia 30 de junho, é o primeiro soldado americano sequestrado pelos talibãs desde a intervenção das forças internacionais no Afeganistão, no final de 2001.

lal/bar/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG