Comitê Ingrid Betancourt da Colômbia festeja libertação de reféns

Bogotá, 3 jul (EFE) - A sede colombiana da Federação Internacional de Comitês Ingrid Betancourt (Ficib) expressou hoje satisfação pelo resgate de 15 reféns das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), entre eles a própria ex-candidata presidencial.

EFE |

O comitê colombiano disse em comunicado que "celebra euforicamente o retorno à liberdade de Ingrid Betancourt depois de mais de seis anos de cativeiro" e reivindicou às Farc a libertação dos outros seqüestrados.

Também comemorou o resgate, em uma operação militar executada na quarta-feira, dos outros 14 cativos, entre eles os americanos Thomas Howes, Keith Stansell e Marc Gonsalves, e onze membros do Exército e da Polícia que viveram quase uma década "o pesadelo do seqüestro".

A mesma entidade agradeceu "pelo trabalho da Forças Militares e pelo presidente da República (Álvaro Uribe) na execução da impecável operação através do qual foi possível obter a liberdade destas pessoas, alcançando a felicidade de seus parentes e amigos".

O comitê exigiu "às Farc a libertação dos seqüestrados que permanecem em seu poder, e ao Governo a garantia de suas vidas e liberdade".

Além disso, pediu "à nação para manter e aumentar os esforços para pressionar pela libertação" dos cativos.

Por último, aderiu "à iniciativa de realizar uma passeata pedindo a libertação dos seqüestrados em 20 de julho" e convidou "os colombianos a se somar a levantar esta voz".

A franco-colombiana Betancourt, seqüestrada em fevereiro de 2002, se transformou no símbolo vivo do trágico conflito colombiano e várias entidades promoviam sua libertação da Europa. EFE gta/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG