Comitê antitortura da ONU denuncia centro secreto de interrogatórios israelense

O Comitê Antitortura das Nações Unidas denunciou nesta terça-feira a utilização pelo Serviço Geral de Segurança israelense de um centro secreto de detenção e interrogatórios.

AFP |

Durante a análise da situação em Israel, os 10 analistas independentes do Comitê questionaram os representantes israelenses sobre a "instalação 1391", situada em um local indeterminado de Israel e inacessível ao Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) e aos advogados dos detentos".

O Comitê recebeu queixas de torturas, maus-tratos e condições de detenção deficientes nas instalações e pediu acesso ao CICV para todos os detentos da "instalação 1391".

Segundo as informações recebidas pelo Comitê Antitortura, alguns oficiais israelenses de Segurança submete os presos palestinos a atos que violam a convenção contra tortura antes, durante e depois dos interrogatórios.

O Comitê, que iniciou a sessão nesta terça-feira, vai ouvir as respostas dos respresentantes israelenses e apresentará um relatório no dia 15 de maio.

dro/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG