Comissário europeu mediou troca de 17 detidos entre Geórgia e Ossétia do Sul

Paris, 25 ago (EFE) - A troca de 17 detidos entre Geórgia e a região separatista da Ossétia do Sul ocorreu graças à mediação do comissário de Direitos Humanos do Conselho da Europa, Thomas Hammarberg, informou hoje a organização. A troca foi realizada domingo à noite no posto de controle de Karateli entre o comissário e um parlamentar georgiano, Givi Targamadze, em presença do ministro da Justiça da Geórgia, Nika Gvaramia, e os mediadores das duas partes, precisou o Conselho em comunicado. É necessário prosseguir com as trocas. Estas manifestações de boa vontade são atos humanitários importantes para salvar vidas, proteger os direitos humanos das vítimas do conflito e começar a reconstruir uma confiança mútua entre as partes, afirmou Hammarberg.

EFE |

O comissário iniciou no final da semana passada uma visita às zonas afetadas pelo conflito, com o objetivo de fazer recomendações às autoridades da Geórgia e da Rússia.

Por sua parte, o co-relator para a Rússia da Assembléia Parlamentar do Conselho da Europa, Van den Brande, que fez uma visita de três dias a Moscou e à república russa da Ossétia do Norte, pediu uma investigação "independente e imparcial" das "violações aos direitos humanos e ao direito humanitário".

"Considero necessário criar uma comissão de investigação parlamentar ad hoc" que reúna a Duma (Câmara Baixa russa) e ao Conselho da Federação russa, indicou o relator, em outro comunicado.

Emocionado com os relatos de refugiados sobre "bombardeiros intensos e às cegas de Tskhinvali e de destruição de zonas residenciais", Van den Brand afirmou que a verdade é "uma condição prévia para a reconciliação".

Portanto, é "essencial que se dêem à população russa e georgiana informações exatas sobre as perdas humanas e materiais".

Rússia e Geórgia, ambos membros do Conselho da Europa, devem "se conformar aos princípios" defendidos por este: "O respeito dos direitos humanos, do direito humanitário e do Estado de direito devem ser garantidos por todos os meios", disse. EFE al/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG