Comissão ministerial israelense aprova libertação de 200 palestinos

Uma comissão ministerial israelense aprovou nesta segunda-feira uma lista com os nomes de 200 presos palestinos que devem ser colocados em liberdade, informou o porta-voz do primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert.

AFP |

A fonte informou que os critérios estabelecidos para a escolha dos presos a serem lilbertados são os mesmos usados nos últimos años, ou seja, palestinos que não tenham "as mãos manchadas de sangue", o que significa envolvimento em atentados onde tenham matado ou feridos israelense.

O governo israelense aprovou neste domingo a libertação desses prisioneiros palestinos para intensificar os esforços de paz e a posição do presidente da Autoridade Palestina Mahmud Abbas.

Segundo algumas fontes israelenses, o preso palestino em Israel mais idoso, Said Al-Attaba, de 56 anos, está lista dos que serão libertados.

Attaba cumpre desde 1977 uma condenação à prisão perpétua tras ter admitido sua participação em um atentado em Israel.

Mais de 11.000 palestinos estão presos em Israel. Sua libertação é uma das principais reivindicações da Autoridade Palestina.

ChW/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG