Comissão investiga se Polícia agrediu vendedor morto em protesto do G20

Londres, 6 abr (EFE).- A Comissão Independente de Queixas contra a Polícia (IPCC) do Reino Unido anunciou hoje que investigará se o vendedor que morreu na semana passada durante um protesto contra a Cúpula do Grupo dos Vinte (G20, países ricos e principais emergentes) foi agredido por policiais.

EFE |

Ian Tomlinson, um barraqueiro de 47 anos, morreu de infarto no dia anterior à cúpula, 1º de abril, durante uma manifestação em frente ao Banco da Inglaterra.

Tomlinson, que não participava do protesto, infartou quando tentava atravessar um cordão policial a caminho de sua casa após fechar seu quiosque, na City londrina, centro financeiro da capital inglesa.

No entanto, testemunhas disseram à IPCC -organismo correspondente à corregedoria de Polícia- que ele teve "contato" com policiais antes de desmaiar. EFE pa/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG