Comissão examina propostas para modificar Tratado de Não-Proliferação

SYDNEY - Delegações de mais de uma dúzia de países iniciaram hoje reuniões em Sydney para propor mudanças no Tratado de Não-Proliferação Nuclear (TNP) de 1968 que será revisado em 2010 na sede das Nações Unidas.

EFE |

Trata-se do primeiro encontro da nova Comissão Internacional sobre não-proliferação nuclear e desarmamento, anunciada pelo primeiro-ministro australiano, Kevin Rudd, em junho passado no Japão.

Rudd disse então que seu propósito era restabelecer e reforçar o TNP ratificado em 1968, que não conta com a assinatura de potências como Índia, Paquistão e Israel.

A comissão, co-presidida pelo ex-ministro de Assuntos Exteriores australiano Garrett Evans e pelo ex-ministro de Assuntos Exteriores japonês Yoriko Kawaguchi, inclui representantes diplomáticos da Rússia, França, Estados Unidos, Paquistão, China e outros seis países.

Leia mais sobre Tratado de Não-Proliferação Nuclear

    Leia tudo sobre: arma nuclearaustráliatratado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG