Bruxelas, 25 ago (EFE).- José Manuel Durão Barroso, presidente da Comissão Europeia, órgão executivo da União Europeia (UE), disse hoje que já é possível detectar sinais animadores na economia do bloco, mas pediu que ninguém relaxe e que as autoridades continuem a tomar medidas que favoreçam o crescimento.

"Há sinais positivos na economia", destacou Barroso numa entrevista coletiva com a presidente da Lituânia, Dalia Grybauskaite.

O presidente da Comissão Europeia ressaltou especialmente os dados "animadores" de algumas das principais economias da UE. Porém, lembrou que "o impacto da crise financeira e econômica ainda é tangível na Europa".

Há duas semanas, França e Alemanha anunciaram que voltaram a crescer no segundo trimestre do ano, a taxas de 0,3%.

Outros indicadores, tanto da UE como de alguns países, reforçaram nas últimas semanas os tímidos indícios de uma recuperação.

No entanto, Barroso insistiu para que seja "evitado qualquer tipo de complacência", já que a conjuntura "é volátil", e disse que a situação está sendo acompanhada muito de perto.

Ainda segundo o presidente do Executivo do bloco, as autoridades continuarão fazendo "todo o possível" para promover medidas que apoiem a recuperação. EFE rcf/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.