Comissão Européia apóia perseguição a culpados por genocídio em Darfur

Bruxelas, 14 jul (EFE).- A Comissão Européia (CE) expressou hoje seu apoio aos esforços do Tribunal Penal Internacional (TPI) para perseguir os culpados pelo genocídio de Darfur, mas acrescentou que ao mesmo tempo deve ser buscada uma solução política dialogada para o conflito.

EFE |

"Colocamos paz e justiça no mesmo nível de importância para tentar encontrar uma solução para o país e a região", declarou o porta-voz de Ajuda Humanitária da UE, John Clancy, sobre a acusação contra o presidente do Sudão, Omar al-Bashir, de crimes de guerra, de lesa-humanidade e de genocídio em Darfur.

O porta-voz afirmou isto minutos antes de ser divulgado que o promotor-chefe do TPI, Luis Moreno Ocampo, formalizou sua ordem de detenção contra o presidente sudanês.

A Comissão Européia destinou 428 milhões de euros em ajuda humanitária para o Sudão entre 2005 e 2007.

Está previsto que a Presidência rotativa francesa emita um comunicado esta tarde com uma reação oficial à acusação contra o líder. EFE met/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG