Comissão Eleitoral ratifica vitória da ANC com 65,9% dos votos

A Comissão Eleitoral Independente (IEC) ratificou neste sábado a vitória do Congresso Nacional Africano (ANC), com 65,9% dos votos, nas eleições gerais de 22 de abril na África do Sul, as quartas desde o fim do apartheid.

AFP |

O antigo movimento de luta contra o regime segregacionista registrou leve queda na comparação com as eleições de 2004 (69,7%) e ficou a um passo de conseguir os dois terços de maioria no Parlamento, com 264 das 400 cadeiras.

Mas o excelente resultado assegura ao líder do ANC, Jacob Zuma, que seja eleito presidente da República pelos novos deputados em 6 de maio.

O ANC tem uma grande vantagem sobre seu principal rival, a Aliança Democrática (DA), apesar de esta ter avançado em relação a 2004 (16,68% dos votos, ou seja, 67 deputados, com 12,8% e 50 cadeiras há cinco anos), segundo resultados ratificados pela Comissão Eleitoral.

Em seguida, ficaram o Congresso do Povo (COPE, formado por dissidentes do ANC), com 7,42% dos votos (30 votos).

A participação, que chegou a 77,3%, demonstrou a boa saúde da democracia sul-africana, 15 anos das primeiras eleições multirraciais, considerou a presidente da Comissão Eleitoral, Brigalia Bram, que "cumprimentou" os partidos pelas campanhas e eleições pacíficas.

Mais de 23 milhões de eleitores estavam habilitados a renovar a Assembleia Nacional e os Parlamentos provinciais.

sk-ip/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG