Comissão de Atletas do COI rejeita qualquer boicote a Pequim-2008

A Comissão de Atletas do Comitê Olímpico Internacional (COI), reunida nesta quinta-feira em Lausanne, se manifestou contrária a todo e qualquer boicote aos Jogos Olímpicos de Pequim-2008, julgando que seria uma medida vã e absurda.

AFP |

"Acreditamos todos, do fundo de nosso coração, que os boicotes só servem para prejudicar os atletas", declarou a Comissão, formada por 15 membros, em um comunicado.

"No mundo há problemas e conflitos. Se permitirmos que os Jogos Olímpicos sejam um lugar de expressão, isso mudará a essência do que queremos fazer, que é uma competição dos atletas com espírito de respeito, amizade e de jogo limpo", continua o texto.

A Comissão se reuniu nesta quinta-feira em um hotel de Lausanne para encontrar uma resposta "ao clima de desafio internacional em meio ao qual os Jogos se viram envolvidos nas últimas semanas".

Sergei Bubka, presidente da Comissão de Atletas do COI e ex-campeão olímpico de salto com vara, declarou que ainda lamenta não ter podido participar dos Jogos Olímpicos de Los Angeles-1984, em plena 'Guerra Fria', por motivos políticos.

"Honestamente, não quero um só atleta punido por uma decisão desta", afirmou o recordista mundial de salto com vara (6,14 metros).

A Comissão de Atletas disse ainda que a chama olímpica não teve por onde passou as manifestações pacíficas que merecia. "Os violentos protestos que a acompanharam vão exatamente contra os valores que representa", acrescentou.

Desde 24 de março e na cerimônia em que a pira foi acesa em Olímpia, Grécia, incidentes, alguns violentos, ocorreram ao longo de seu percurso pelos cinco continentes, em protesto pela violação dos Direitos Humanos na China e pelo conflito do Tibete.

wtf/nh/ap/

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG