Comissão conclui que tropas colombianas não entraram na Venezuela

Bogotá, 23 mai (EFE).- Uma comissão de especialistas que inspecionou a fronteira entre Colômbia e Venezuela concluiu que as tropas colombinas não avançaram em direção ao território venezuelano na sexta-feira da semana passada, declarou hoje o ministro da Defesa da Colômbia, Juan Manuel Santos.

EFE |

Santos disse aos jornalistas que a comissão bilateral que se dirigiu na segunda-feira aos limites do departamento (estado) colombiano de Arauca e do estado venezuelano de Apure concluiu que não houve incursão na Colômbia.

No sábado, o Ministério de Relações Exteriores da Venezuela apresentou um protesto diplomático pela suposta incursão.

A comissão se reuniu entre quarta-feira e ontem e produziu "um relatório bastante técnico", disse o ministro colombiano.

"A conclusão, em uma linguagem simples, é que não houve incursão da Colômbia em território colombiano. Repito: não houve incursão da Colômbia em território venezuelano", frisou Santos.

Recentemente, Santos tinha posto a incursão em dúvida, já que os dois países estão separados pelo rio Arauca, bastante caudaloso.

Santos explicou hoje que a confusão talvez tenha acontecido porque o rio seca em algumas épocas do ano formando ilhas, o que impede determinar com precisão a fronteira.

"Os venezuelanos aceitaram porque as provas e os fatos eram evidentes", insistiu.

Na segunda-feira, comandantes militares dos dois países visitaram a região limítrofe.

Um dia depois, o Ministério da Defesa da Colômbia afirmou que o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, tinha telefonado para o militar colombiano para pedir que a notícia da suposta incursão não fosse levada a superiores. EFE gta/wr/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG