Comissão afegã confirma eleição presidencial para 20 de agosto

CABUL - As eleições presidenciais no Afeganistão não podem ser antecipadas para o mês que vem, como havia pedido o presidente Hamid Karzai, disse a comissão eleitoral do país na quarta-feira, confirmando o pleito para 20 de agosto. No fim de semana, Karzai pediu que a eleição fosse adiantada a fim de cumprir a Constituição, que estipula como data limite o dia 21 de abril.

Reuters |

O movimento, acredita-se, poderia aumentar a turbulência política no país no momento em que cresce a ameaça representada pela insurgência do Taliban.

O chamado surpresa por uma eleição precoce foi visto por analistas como uma manobra para mostrar que Karzai respeita um prazo constitucional de 21 de maio para deixar o cargo - e ao mesmo tempo forçar seus oponentes, nenhum dos quais estaria pronto para concorrer em abril, a pedir que o presidente permaneça.

Os Estados Unidos, a oposição afegã e os candidatos rivais de Karzai apoiam a realização das eleições em agosto.

O presidente dos EUA, Barack Obama, ordenou o envio de mais 17 mil soldados ao país para tentar proteger a eleição em agosto da poderosa e crescente insurgência do Taliban. Uma eleição em abril não daria tempo suficiente para as tropas chegarem ao país.

Leia também:


Leia mais sobre Afeganistão

    Leia tudo sobre: afeganistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG