Comerciantes criam "dia sem mexicanos nos EUA" para protestar contra lei

Objetivo de manifestação, segundo organizadores, é mostrar que os Estados Unidos precisam dos imigrantes mexicanos

EFE |

Comerciantes da cidade de Nuevo Laredo, na fronteira do México com os Estados Unidos, divulgaram nesta quinta-feira o programa "Um dia sem mexicanos nos EUA", protesto marcado para a próxima segunda-feira contra a questionada lei contra os imigrantes no estado americano do Arizona.

AFP
Imigrantes fazem vigília por reforma nas leis na madrugada desta sexta-feira na Califórnia

O líder da Câmara Nacional de Comércio (Canaco) de Nuevo Laredo, Emilio Girón, disse que o objetivo do programa é fazer com que os residentes mexicanos da região não visitem o país vizinho. "Queremos que as autoridades americanas vejam que estamos unidos e que eles precisam de nós, tanto como força de trabalho como consumidores", disse Girón.

No último passado 27 de abril a governadora do Arizona, Jan Brewer, aprovou a Lei SB1070, que entra em vigor no final de julho. A norma faz dos imigrantes ilegais criminosos e permite que a polícia detenha, sem ordem judicial, qualquer pessoa, por conta de sua aparência ou por suspeita de que seja um imigrante.

Para promover o "dia sem mexicanos", os comerciantes entregaram panfletos nas imediações da Ponte Internacional Número Uno, que liga Nuevo Laredo a Laredo, no estado americano do Texas.

Girón explicou que a ideia é criar consciência entre a comunidade fronteiriça sobre a necessidade de demonstrar a unidade do povo mexicano contra das leis migratórias dos EUA.

O dirigente destacou que o convite para participação no projeto continuará durante este fim de semana, e a iniciativa começará a ser colocada em prática na segunda-feira pela manhã.

    Leia tudo sobre: Estados UnidosImigraçãoArizonaMéxico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG