Começam manobras dos EUA e da Coreia do Sul no Mar do Japão

Este é o maior desdobramento militar em uma manobra organizada na Coreia do Sul desde 1976

EFE |

Os Estados Unidos e a Coreia do Sul deram início hoje a quatro dias de manobras aéreas e navais no Mar do Leste (Mar do Japão), um desdobramento militar em massa que foi ameaçado pela Coreia do Norte, informou a agência sul-coreana "Yonhap".

Os exercícios conjuntos serão realizados até a quarta-feira, com a participação do porta-aviões americano "George Washington", 20 navios de guerra, 200 aviões de combate e oito mil soldados. O desdobramento militar dos dois aliados é uma mostra de força frente ao regime comunista da Coreia do Norte, em resposta ao naufrágio em março da corveta sul-coreana "Cheonan" perto da fronteira marítima entre as duas Coreias, que causou a morte de 46 marinheiros. O incidente foi atribuído a um torpedo norte-coreano, mas Pyongyang nega sua responsabilidade.

Segundo a agência "Yonhap", este é o maior desdobramento militar em uma manobra organizada na Coreia do Sul desde 1976, quando dois soldados americanos foram mortos por soldados norte-coreanos na localidade fronteiriça de Panmunjom. Os exercícios serão liderados pelo "George Washington", que carrega 80 aviões a bordo, entre eles F-18, e de onde quatro militares japoneses atuarão como observadores.

Aviões F-22 Raptors também participam das manobras, consideradas defensivas pela Coreia do Sul e pelos EUA. A China, principal apoio internacional da Coreia do Norte, criticou a exibição militar no Mar do Japão, enquanto o regime norte-coreano lançou nos últimos dias duras ameaças contra os exercícios. O órgão militar liderado pelo presidente norte-coreano, Kim Jong-il, assegurou ontem que "o Exército e o povo da Coreia do Norte contra-atacarão de forma legítima, com seu poder dissuasório nuclear" diante das manobras.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG