Começam em Dublin conversas para proibir o uso de bombas de fragmentação

Dublin, 19 mai (EFE).- Representantes de mais de 100 países se reúnem a partir de hoje e durante 12 dias em Dublin para conseguir um acordo internacional que proíba o uso, fabricação, distribuição e armazenamento das bombas de fragmentação.

EFE |

O encontro, organizado pelo Governo irlandês, deveria culminar com a assinatura de um "tratado histórico" sobre este tipo de armamento que mata e mutila indiscriminadamente milhares de civis em conflitos como o libanês ou o afegão, explicaram fontes oficiais.

Apesar da importância deste evento, os principais produtores e usuários deste tipo de armas (Estados Unidos, Israel, Rússia, China, Índia e Paquistão) anunciaram que não vão participar da reunião. EFE ja/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG