As eleições municipais no Egito começaram nesta terça-feira em um ambiente de tensão social, mas sem nenhum suspense, já que todos esperam a vitória do partido do presidente Hosni Mubarak após a marginalização da oposição islamita.

A votação determinará os prefeitos das 52.000 cidades do país de quase 80 milhões de habitantes, com 35,6 milhões de eleitores.

A Irmandade Muçulmana, cujos candidatos foram vetados no pleito, convocou um boicote do processo eleitoral.

O Partido Nacional Democrata (PND, no poder) está presente em todas as circunscrições, com 52.000 candidatos, contra apenas 1.000 candidatos de uma oposição dividida, que envolve desde o partido liberal Wafd aos comunistas do Tagammu.

an/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.