Liubliana, 21 set (EFE).- Os colégios eleitorais na Eslovênia abriram às 7h (2h de Brasília), onde cerca de 1,7 milhão de cidadãos com direito a voto estão convocados às urnas para escolher um novo Parlamento de 90 cadeiras.

Nesta quinta eleição parlamentar desde a independência desta república ex-iugoslava em 1991 concorrem no total cerca de mil candidatos de 19 partidos.

Os principais rivais são o conservador Partido Democrata Esloveno (SDS), liderado pelo primeiro-ministro, Janez Jansa, e os Social-Democratas (SD) de Borut Pahor (45), um deputado no Parlamento Europeu.

A campanha eleitoral esteve dominada por um suposto escândalo de corrupção em relação à compra de 135 veículos militares da empresa finlandesa "Patra".

A televisão pública finlandesa assegura que Jansa teria recebido pessoalmente 21 milhões de euros de uma empresa para facilitar a compra de 135 veículos blindados por um valor de 278 milhões de euros.

Os colégios fecham às 19h (14h de Brasília), para quando se esperam os primeiros resultados das pesquisas de boca-de-urna. EFE vb-jk/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.