Começa trégua entre Israel e milícias palestinas em Gaza

Jerusalém - O cessar-fogo de seis meses entre Israel e as milícias palestinas na Faixa de Gaza teve início hoje, às 6h no horário local (24h de Brasília).

EFE |

Até o momento, não foi registrado nenhum incidente violento após a declaração do cessar-fogo, em nenhum dos dois lados da fronteira.

A trégua teve início após um intenso dia de violência, no qual as milícias palestinas lançaram cerca de 30 foguetes de fabricação caseira e uma dezena de bombas contra Israel, sem causar vítimas.

O Exército israelense, por sua parte, efetuou dois ataques aéreos contra milicianos na Faixa, provocando a morte de cinco insurgentes.

O acordo para a interrupção das hostilidades foi firmado esta semana, com a mediação do Egito, e deverá ter duração de seis meses.

Israel não divulgou oficialmente os compromissos assumidos, mas os palestinos indicaram que os termos do pacto exigem a cessação dos ataques de todas as milícias, assim como a contenção das operações israelenses, o fim do bloqueio imposto à Faixa de Gaza e a reabertura progressiva dos postos fronteiriços.

Em Israel, a entrada em vigor da trégua foi vista com incredulidade, sobretudo nas regiões limítrofes com Gaza.

O primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, reconheceu ontem que o Governo do país "não alimenta ilusões".

"A calma é temporária, e pode ser muito curta", afirmou.

Leia mais sobre: Israel - Hamas

    Leia tudo sobre: hamasisrael

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG