Paris, 12 jul (EFE).- Os presidentes da França, Nicolas Sarkozy, e do Líbano, Michel Suleiman, começaram hoje uma reunião em um dia diplomática chave para o futuro do país do Oriente Médio.

A reunião será seguida por outra entre Sarkozy e o presidente sírio, Bashar al-Assad, e de uma terceira entre estes dois com Suleiman e o presidente do Conselho de Cooperação do Golfo, o emir do Catar, xeque Hamad Bin Khalifa al-Thani.

Os quatro líderes realizarão um encontro "de trabalho" e depois comparecerão à imprensa no Palácio do Eliseu, na véspera da Cúpula da União pelo Mediterrâneo (UPM).

Sarkozy já havia se reunido com Suleiman em Beirute poucos dias depois da escolha deste, em 25 de maio, pelo Parlamento libanês, após vários meses de crise política.

A escolha de Suleiman ocorreu após um acordo-chave em Doha, a capital catariana, na qual os partidos libaneses alcançaram um acordo sobre a Chefia do Estado.

Líbano e Síria não normalizaram suas relações, apesar da retirada das tropas sírias de solo libanês em abril de 2005.

Após a escolha de Suleiman como presidente do Líbano, Sarkozy retomou os contatos com o chefe de Estado sírio no final de maio, que tinham sido suspensos em dezembro diante da falta de cooperação de Damasco para desbloquear a crise política libanesa. EFE rcf/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.