Começa recontagem de votos das eleições parlamentares do Zimbábue

Johanesburgo, 19 abr (EFE).- As autoridades do Zimbábue começaram hoje a recontagem dos votos nas circunscrições que correspondem a 23 das 207 cadeiras parlamentares disputadas no pleito de 29 de março, no qual se suspeita que aconteceram irregularidades na primeira apuração.

EFE |

O vice-ministro de Informação do Zimbábue, Bright Matonga, disse à sul-africana "Rádio 702" que a apuração acontece segundo ordens dadas pela Comissão Eleitoral para que se cumpra sua função de verificar os resultados do pleito.

A Comissão Eleitoral ainda não divulgou os resultados das eleições presidenciais, realizadas no mesmo dia das parlamentares.

A recontagem de votos deve se prolongar por dois ou três dias, mas ainda não se sabe se no final da operação a Comissão Eleitoral, cujos membros são nomeados pelo atual presidente Robert Mugabe, divulgará imediatamente os resultados das eleições.

A maioria das circunscrições nas quais se realiza a apuração foi vencida pelo Movimento para a Mudança Democrática (MDC), da oposição.

Nas eleições de 29 de março, a governante União Nacional Africana do Zimbábue-Frente Patriótica (Zanu-PF) obteve 97 cadeiras e as duas facções do MDC 99.

O regime de Mugabe, no poder desde 1980, foi acusado de manipular as eleições presidenciais de 2002 e as parlamentares de 2005 e a oposição teme que algo similar volte a acontecer agora.

O começo da recontagem coincide com uma grave denúncia da organização humanitária Human Rights Watch (HRW) sobre a existência de centros de detenção montados pelo Zanu-PF, nos quais estão sendo realizadas torturas contra ativistas da oposição. EFE ag/rr/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG