Começa plebiscito para abolir regime presidencialista no Quirguistão

Quirguistão, república ex-soviética de Ásia Central foi palco de violentos confrontos há duas semanas, mas plebiscito corre bem

EFE |

Plebiscito para abolir o regime presidencialista no Quirguistão, república ex-soviética de Ásia Central que foi palco de violentos confrontos há duas semanas, começou com normalidade.

"A participação é boa", declarou à imprensa Akylbek Sariev, chefe da Comissão Eleitoral Central (CEC), ao explicar que na primeira hora de votação tinha acudido às urnas 5,43% dos 2,3 milhões de cidadãos com direito a voto.

A votação transcorre também com normalidade no sul do país, onde os violentos confrontos étnicos de meados do mês causaram pelo menos 275 mortos.

A presidente interina do Quirguistão, Rosa Otunbayeva, foi votar esta manhã em um colégio na cidade de Osh, um dos principais focos de violência e onde até ontem não tinha sido cancelado o toque de recolher.

Tanto no sul do Quirguistão como na capital foram tomadas medidas especiais de segurança, a cargo de cerca de 8.000 policiais, 7.500 milicianos e 2.000 militares.

    Leia tudo sobre: Quirguistãoplebiscito

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG