Começa o primeiro desfile militar com mísseis na Praça Vermelha desde 1990

Moscou - A primeira parada militar com mísseis intercontinentais e armamento pesado desde 1990 começou hoje na Praça Vermelha, no primeiro ato público presidido pelo novo governante russo, Dmitri Medvédev.

EFE |

Comandante Supremo das Forças Armadas, Medvédev prestará homenagem aos milhões de soldados russos mortos na Segunda Guerra Mundial (1941-45).

A Rússia celebra a cada 9 de maio o aniversário da vitória do Exército Vermelho sobre o nazista com uma parada na Praça Vermelha, mas esta foi a primeira com armamento pesado desde 1990.

Também participarão o ex-presidente russo e novo primeiro-ministro, Vladimir Putin, que decidiu retomar os grandiosos desfiles militares da era soviética, e o ministro da Defesa, Anatoli Serdiukov.

As "estrelas" do desfile do Dia da Vitória serão os mísseis balísticos intercontinentais Topol-M, a arma mais temível do arsenal russo, e os foguetes tático-operacionais Iskander-M, capazes de superar o escudo antimísseis americano.

Além disso, plataformas de lançamento de mísseis, peças de artilharia, tanques e cerca de oito mil soldados desfilarão pelada Praça Vermelha, enquanto vários caças, bombardeiros e helicópteros vão sobrevoar os céus de Moscou.

A última parada militar na Praça Vermelha com desfile de armamentos aconteceu no dia 7 de novembro de 1990, um ano antes da desintegração da União Soviética.

Leia mais sobre: Rússia

    Leia tudo sobre: rússia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG