Começa nova sessão do Parlamento indiano com juramento de deputados

Nova Délhi, 1 jun (EFE).- O Parlamento indiano se reuniu hoje pela primeira vez na nova legislatura, com uma cerimônia de posse dos novos deputados e o desejo do primeiro-ministro Manmohan Singh de que prevaleçam a cordialidade e o diálogo.

EFE |

Os deputados da Câmara Baixa começaram hoje a jurar seus cargos nos diferentes idiomas oficiais da Índia, e, na próxima quinta-feira, a presidente indiana, Pratibha Patil, deve se dirigir às duas Câmaras do Parlamento, em sessão conjunta.

Segundo a imprensa indiana, a posse - que consiste em um juramento de respeito à Constituição e à integridade da Índia - continuará amanhã.

"Espero que marquemos um novo começo. Que permita o Parlamento andar suavemente, que o diálogo, a discussão e a razão prevaleçam em nossos procedimentos. E daremos respeito à oposição atuando com responsabilidade", disse Singh à imprensa pouco antes de entrar no edifício.

O novo ministro das Finanças indiano, Pranab Mukherjee, foi o primeiro a jurar seu cargo, seguido do líder da oposição, L. K.

Advani, e da presidente do Partido do Congresso, Sonia Gandhi.

Muitos dos parlamentares usaram suas línguas maternas para tomar posse de suas cadeiras, mas Sonia Gandhi, de origem italiana, usou o híndi, e uma deputada do conservador Bharatiya Janata Party preferiu o sânscrito.

Segundo a agência indiana "Ians", do lado de fora do Parlamento reinou um ambiente festivo, já que muitos deputados foram acompanhados das famílias e amigos para acompanhar os procedimentos.

Manmohan Singh, membro da Câmara Baixa, fechou na quinta-feira passada a composição de seu Governo, após vários dias de negociações entre o Partido do Congresso e vários aliados regionais para a divisão de pastas.

A Aliança Progressista Unida, liderada pelo Partido do Congresso, conseguiu no pleito as 272 cadeiras que marcam a maioria absoluta na Câmara Baixa, mas depois ultrapassou esse limite, após conseguir o apoio de várias pequenas formações e candidatos independentes.

A Câmara Baixa indiana é formada por 543 cadeiras elegíveis e outras duas de designação presidencial.

Esta será a 15ª legislatura desde a independência indiana, obtida em 1947 pelo Império Britânico. EFE daa/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG