Sarajevo, 14 ago (EFE).- Começou hoje, em Sarajevo, o julgamento do secretário-geral da federação bósnia de futebol, Munib Usanovic, e do tesoureiro da instituição, Miodrag Kuresa, por supostos atos de corrupção.

Os dois funcionários são acusados de usarem seus cargos de forma abusiva e possuir ilegalmente 2,3 milhões de marcos bósnios, soma equivalente a 1,8 milhão de euros.

Seus advogados alegam que as acusações foram montadas com base em análises financeiras deficientes, que não levaram em conta todas as circunstâncias legais relevantes.

O julgamento continuará no dia 20 de agosto, justo quando acontecerá o jogo entre as seleções da Bósnia-Herzegovina e da Bulgária, na cidade bósnia de Zenica. EFE nh/rb/gs

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.