Começa julgamento de 16 presos em protestos de dezembro no Irã

O Irã iniciou, neste sábado, o julgamento de 16 pessoas acusadas de envolvimento nos prostestos anti-governo que resultaram na morte de oito pessoas em dezembro passado. Cinco dos réus são acusados de travar uma guerra contra Deus, crime passível de pena de morte, segundo o sistema legal iraniano.

BBC Brasil |

Os demais respondem por acusações de perturbar a ordem pública e a segurança nacional.

Todos eles foram presos depois dos protestos de 27 de dezembro, quando houve enfrentamento violento entre manifestantes e policiais. Centenas de pessoas foram detidas logo após as manifestações desse dia.

Desde as eleições presidenciais de junho do ano passado, vencidas por Mahmoud Ahmadinejad, o Irã vem sendo palco de protestos. Opositores dizem que houve fraude na votação.

Na última quinta-feira, o Irã executou dois homens presos durante a onda de protestos de junho.

Foram as primeiras execuções relacionadas àquelas manifestações.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG