A XXXV reunião de cúpula de presidentes do Mercosul e Estados associados teve início nesta terça-feira em Tucumán, norte da Argentina, onde será feito um pronunciamento contra a lei imigratória na Europa e a favor do papel que as nações emergentes têm na crise alimentar mundial.

As sessões começaram na presencia dos presidentes da Argentina, Cristina Kirchner, Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, Paraguai, Nicanor Duarte, Bolívia, Evo Morales, Venezuela, Hugo Chávez, Chile, Michelle Bachelet, e Uruguai, Tabaré Vázquez, além de representantes de Equador, Colômbia e Peru.

dm/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.