Começa em Tóquio fórum Ásia-América Latina

TÓQUIO - O primeiro-ministro japonês, Yukio Hatoyama, inaugurou hoje em Tóquio a 4ª reunião do Fórum de Cooperação América Latina-Ásia do Leste (Focalal) com um apelo aos 34 países que o integram para lutar contra a mudança climática e intensificar sua cooperação.

EFE |

O desenvolvimento sustentável, a crise global e a inclusão social centram a agenda deste encontro ministerial, no qual participam até amanhã, domingo, os titulares de Exteriores e altos funcionários de 18 países latino-americanos e 16 asiáticos.

Durante a inauguração do fórum, realizado em um hotel de Tóquio, o primeiro-ministro japonês falou sobre a chamada "iniciativa Hatoyama", apresentada em dezembro na Cúpula das Nações Unidas Sobre Mudança Climática, em Copenhague.

Através desta iniciativa, o Governo japonês se comprometeu a oferecer uma ajuda de US$ 15 bilhões até 2012 aos países em desenvolvimento para financiar medidas de combate das emissões de gases estufa e adaptação à mudança climática.

Hatoyama lembrou o compromisso do Japão em favor de um desenvolvimento sustentável perante os representantes de países tão diversos como China, Cuba e Austrália, membros de um fórum que desde seu nascimento, em 1999, procura criar pontes entre Ásia e América Latina.

Pela América Latina participam Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, República Dominicana, Equador, El Salvador, Guatemala, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.

Pela Ásia estão Brunei, Camboja, China, Indonésia, Japão, Coreia do Sul, Laos, Malásia, Mongólia, Mianmar, Nova Zelândia, Filipinas, Cingapura, Tailândia e Vietnã, além da Austrália. EFE mic/ma

    Leia tudo sobre: américa latinasustentabilidadetóquio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG