Mercador da Morte - Mundo - iG" /

Começa em Bangcoc audiência sobre extradição do Mercador da Morte

Bangcoc, 11 ago (EFE).- A audiência final sobre a extradição aos Estados Unidos do russo acusado de traficar armas Viktor Bout, mais conhecido como Mercador da Morte, começou hoje em um tribunal de Bangcoc.

EFE |

Bout, de 42 anos e cujo caso inspirou o filme "O Senhor das Armas" (2005), é acusado de fornecer armamento à guerrilha Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e à Al Qaeda, de tentar comprar lança-foguetes antiaéreos e de conspirar para assassinar funcionários americanos.

As acusações, das quais se declarou inocente, podem acarretar prisão perpétua ao russo caso seja realmente enviado aos EUA.

Bout chegou esta manhã à sala onde ocorre o julgamento vestido com um uniforme laranja, comum aos presos na Tailândia, e com os pés algemados.

O Mercador da Morte disse a jornalistas presentes no tribunal, cercado por fortes medidas de segurança, que deseja viver uma vida normal, embora tenha "poucas esperanças" de ser libertado.

"Se for levado adiante o pedido de extradição aos EUA, apelaremos", assegurou sua mulher, Alla Bout, à agência de notícias russa "Itar-Tass".

Viktor Bout, detido em março de 2008 em um hotel de luxo de Bangcoc, pertenceu à KGB (serviço secreto soviético) e se dedicou a vender armas a nações em conflito como Angola, Serra Leoa e República Democrática do Congo, após o colapso da União Soviética.

Um relatório da Anistia Internacional de 2005 também o implica em redes de tráfico de armas com Bulgária, Moldávia e Ucrânia. EFE tai/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG