Começa a retirada dos turistas retidos no aeroporto de Bangcoc

BANGCOC - Milhares de turistas retidos dentro do aeroporto internacional de Bangcoc, sitiado desde a madrugada pelos manifestantes antigovernamentais, começaram a ser enviados a hotéis dos arredores, informaram hoje fontes oficiais.

EFE |

As autoridades do aeroporto de Suvarnabhumi se desculparam pelos problemas causados pelos protestos antes de enviar os turistas em ônibus e caminhonetes a seus centros de hospedagem.

Seguidores da opositora Aliança do Povo para a Democracia, alguns deles armados com paus e barras metálicas, assaltaram de madrugada o aeroporto e desalojaram os trabalhadores.

Pouco depois, as autoridades anunciaram o fechamento temporário do terminal, e várias companhias aéreas internacionais suspenderam todos os seus vôos a Tailândia.

O ministro das Finanças tailandês, Suchart Thadathamrongvej, advertiu que o fechamento terá um "forte impacto" na economia do país, que a cada ano recebe a 14,5 milhões de turistas, movimentando cerca de US$ 16 bilhões.

A maioria de embaixadas estrangeiras recomendou a seus cidadãos que não viagem atualmente à Tailândia.

Além disso, os ativistas tomaram a torre de controle e afirmam que só entregarão o comando do aeroporto quando o primeiro-ministro, Somchai Wongsawat, renunciar.

    Leia tudo sobre: tailândia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG