A Copa Africana de Nações (CAN) de futebol foi inaugurada neste domingo em Luanda pelo presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, dois dias depois do ataque à seleção do Togo, que teve o ônibus metralhado. Logo em seguida, começou a ser disputada a primeira partida entre o time anfitrião e Mali.

Ante 50.000 pessoas, no estádio 11 de Novembro, o presidente angolano pronunciou um discurso abrindo a vigésima sétima edição do torneio continental, marcada pela incerteza, depois do episódio com o ônibus que transportava a seleção do Togo, ao passar por Cabinda.

Domingo, ainda há dúvidas sobre a participação do Togo: os jogadores decidiram, num primeiro momento, seguir adiante no torneio, apesar do falecimento, no atentado, de seu assessor de imprensa e de um técnico adjunto, mas o governo togolês força a retirada, e enviou um avião para preparar a volta do time.

lr-ip/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.