Começa 4ª e última caminhada espacial no exterior do Hubble

Washington, 17 mai (EFE).- Os astronautas do ônibus espacial Atlantis começaram hoje sua quarta e última caminhada espacial correspondente à missão no telescópio Hubble para consertar uma série de instrumentos.

EFE |

Mike Massimino e Mike Good começaram seu trabalho às 10h45 de Brasília, meia hora depois do previsto, e a caminhada deve durar cerca de seis horas e meia.

Seu principal objetivo hoje será o conserto do Espectrógrafo de Imagens Telescópicas Espaciais (STIS), onde terão que substituir um circuito elétrico de baixa voltagem que contém um conversor de eletricidade com defeito.

Essa avaria fez com que o espectrógrafo ficasse sem funcionar desde agosto de 2004.

Além disso, os dois astronautas instalarão um novo painel isolante em uma das portas externas do telescópio.

No sábado, os astronautas John Grunsfeld e Andrew Feustel instalaram outro instrumento, o Espectógrafo de Origens Cósmicas, que permitirá detectar a luz de quasares distantes.

Também consertaram uma câmera do telescópio, estragada há cinco anos. Os dois astronautas conseguiram reparar dois de seus três objetivos.

Os engenheiros da Nasa (agência espacial americana) tinham calculado que a caminhada espacial do sábado seria a mais complicada da missão, mas a operação se desenvolveu sem incidentes e, inclusive, terminou um pouco antes do esperado.

Na sexta-feira, Massimino e Good instalaram novos giroscópios e baterias no Hubble, enquanto, na quinta-feira, o telescópio recebeu uma nova câmera e foi instalado um novo computador.

Com estas tarefas de reparação, antes de o "Atlantis" iniciar retorno à Terra, na terça-feira, a Nasa espera manter o telescópio espacial em operação durante um prazo de cinco a dez anos, durante o qual o Hubble poderá oferecer novos dados sobre dúvidas como a origem do universo ou a formação dos buracos negros. EFE mv/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG