Combates matam ao menos 4 insurgentes na Caxemira indiana

Nova Délhi, 10 ago (EFE).- Pelo menos quatro supostos insurgentes morreram em um tiroteio com as forças de segurança na conflituosa região da Caxemira indiana, informaram hoje fontes oficiais.

EFE |

Segundo as fontes, citadas pelas agências indianas, o Exército lançou uma operação na zona florestosa de Mahore, pertencente ao distrito de Reasi, com o objetivo de capturar um grupo de rebeldes.

Durante a ofensiva, começou um tiroteio que matou quatro insurgentes.

Segundo um porta-voz do Ministério da Defesa, citado pela agência de notícias "Ians", os insurgentes são suspeitos de pertencer ao grupo armado Lashkar-e-Toiba (LeT), organização acusada pelo Governo indiano do massacre cometido em Mumbai em novembro do ano passado.

De acordo com esta fonte, está sendo feito o processo de identificação das vítimas, para esclarecer a que grupo pertenciam.

Em outro incidente, um pedreiro, que viajava em uma motocicleta, ficou ferido ontem no braço por causa dos disparos das forças de segurança, segundo uma fonte oficial.

Bashir Ahmad Magray foi atingido pelas tropas após ignorar os avisos das forças de segurança para que parasse a motocicleta, no distrito de Kupwara.

Após o incidente, Magray foi levado a um centro hospitalar, onde recebeu cuidados médicos e está fora de perigo.

Os moradores da região foram ontem à noite às ruas para protestar contra a ação das forças de segurança.

Caxemira é a única região indiana onde a população muçulmana é maioria e, desde a partilha do subcontinente, em 1947, a Índia e o Paquistão se enfrentaram em várias ocasiões pela soberania da zona.

EFE sp-mb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG