Cabul, 9 mai (EFE).- Pelo menos 16 supostos talibãs morreram em combates travados contra as forças de segurança afegãs e as tropas internacionais na província de Paktia, no leste do Afeganistão, informou hoje à Agência Efe uma fonte oficial.

Rohullah Samoon, porta-voz do governador provincial, disse que um grupo de insurgentes atacou ontem à noite um posto policial na zona de Ahmadkhel.

As forças de segurança responderam ao ataque e pediram apoio às tropas da Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf), sob comando da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), que lançaram uma ofensiva aérea.

De acordo com Samoon, a operação por terra e ar causou a morte de 16 talibãs e feriu quatro agentes policiais.

Na província meridional de Zabul, pelo menos dois soldados afegãos morreram hoje e um ficou ferido por causa da explosão de uma bomba colocada em uma estrada.

O ferido foi levado um centro hospitalar e se encontra em situação estável, segundo um comunicado do Ministério da Defesa afegão.

Além disso, a Isaf informou hoje sobre a morte de três supostos insurgentes em um bombardeio aéreo de suas tropas em Helmand, também no sul afegão.

Segundo um comunicado, os soldados da Aliança Atlântica identificaram três insurgentes que tentavam colocar uma bomba em uma estrada no distrito de Lashkar Gar na quinta-feira passada.

Os militares se asseguraram de que não houvesse civis nos arredores e lançaram uma ofensiva aérea "de precisão", na qual os insurgentes morreram, segundo a versão militar. EFE lo-mb/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.