Combates entre tribos no Paquistão deixam pelo menos 27 mortos e 15 feridos

Islamabad, 16 ago (EFE).- Pelo menos 27 pessoas morreram hoje e 15 ficaram feridas no décimo dia consecutivo de combates entre grupos rivais no cinturão tribal de Kurram, no noroeste do Paquistão, informou uma fonte oficial.

EFE |

Os choques, travados entre as tribos Tori e Bangash em várias áreas do distrito, já deixaram 182 mortos, segundo a fonte, citada pela rede de TV "Dawn".

Os confrontos estão ganhando intensidade, e a população da região já sofre com a falta de alimentos e remédios, uma vez que a principal estrada do distrito permanece bloqueada.

O ministro interino de Interior do Paquistão, Rehman Malik, ameaçou ontem iniciar uma operação militar em Kurram, na fronteira com o Afeganistão, caso não surja um cessar-fogo entre os dois lados nas próximas 72 horas.

As forças de segurança já lançaram uma outra operação militar no conflituoso cinturão tribal, na demarcação de Bajaur, onde, segundo dados divulgados ontem pelo Governo, 472 insurgentes e 20 paramilitares morreram em pouco mais de uma semana.

Os agentes da fronteira voltaram hoje a atacar esconderijos dos fundamentalistas e mataram dois deles, segundo a emissora "Geo TV".

Cerca de 150 mil pessoas já se viram obrigadas a se deslocar para regiões mais seguras por causa dos combates em Bajaur, considerado um reduto da insurgência talibã.

Nas áreas tribais fronteiriças com o Afeganistão, um território que nunca esteve sob completo domínio do Estado paquistanês, operam vários grupos fundamentalistas, e enfrentamentos entre tribos e o Exército são freqüentes. EFE igb/wr/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG